Este site tem certas restrições de navegação. Recomendamos o uso de navegadores web como: Edge, Chrome, Safari ou Firefox.

Aproveite para cuidar de você!

Carrinho de Compras

O seu carrinho está vazio

Continuar as Compras

DICAS DA MULTI PARA MELHORAR A MEMÓRIA E A CONCENTRAÇÃO

Melhorar a memória e concentração é o desejo de muitas pessoas para aumentar o desempenho em diversas tarefas do dia a dia, como nos estudos e no trabalho. Isso porque essas duas capacidades são fundamentais para conquistar bons resultados em qualquer tipo de atividade.

Pequenos esquecimentos, como a senha do cartão ou aqueles desesperadores momentos de “branco”, são exemplos suficientes para darmos a devida importância à memória.

Embora as falhas sejam mais frequentes a partir dos 60 anos, a sua queixa não é necessariamente sinônimo de uma doença neurológica mais grave e sempre há algo que podemos fazer para melhorar!

Tudo começa pela alimentação e descanso

A alimentação está muito ligada a memória. Alimentos ricos em ômega 3, como o salmão, a sardinha e as sementes de linhaça, e também os antioxidantes, presentes nas frutas e legumes, contribuem para manter o cérebro funcional.

Além disso, deve-se evitar alimentos ricos em açucares simples, como bolos, biscoitos e chocolate, e optar por ingerir carboidratos integrais, como pão, massa e arroz integral e/ou aveia, por exemplo.

Outro fator fundamental para melhorar a capacidade de memória e raciocino é garantir um sono de qualidade. Durante o sono ocorre um processo de reorganização neuronal. A formação da rede neuronal (a conexão entre os neurônios) é a responsável por sermos capazes de processar determinados tipos de informação.

É por isso que o sono é tão importante para o processo de memorização. E mais: essa relação está tão ligada a uma produtividade de tarefas criativas que grandes artistas e inventores, como Thomas Edison ou Salvador Dalí, costumavam cochilar após o almoço.

OUTRAS DICAS:

  1. Pratique atividades físicas com regularidade

Quanto mais intelectual for um trabalho, mais a pessoa deveria se mexer, pois os exercícios físicos contribuem para um bom funcionamento do cérebro e a preservação da memória. Alguns dos benefícios de se exercitar com frequência são:

  • maior circulação do sangue, que favorece a oxigenação e nutrição do cérebro;
  • renovação celular, inclusive dos neurônios (processo conhecido como neurogênese);
  • produção de hormônios ou neurotransmissores, como endorfina, dopamina e serotonina, responsáveis por gerar a sensação de bem-estar, além de estarem ligados à capacidade de atenção e também de aprendizagem (ou de uma boa memorização).

2. Exercite também o cérebro

Quando você exercita o corpo, ativando determinados músculos, estes vão se desenvolvendo e ficam mais fortalecidos. Acontece a mesma coisa com a mente: quanto mais atividades para o cérebro, mais eficiente ele fica e maior será a capacidade resolutiva no exercício treinado.

Portanto, vale a pena apostar em exercícios de lógica (sudoku, cruzadas, caça-palavras), quebra-cabeças, jogo da memória, entre outros. Hoje também existem vários aplicativos com atividades e jogos que podem ser usados para isso, como:

  • Memrise — app voltado para o treino ou aprendizado de uma nova língua com foco na memorização;
  • Fit-brain — reúne diversas atividades com foco em raciocínio lógico, velocidade, concentração e também capacidade de memória;
  • Lumosity — semelhante ao aplicativo anterior, conta com uma versão paga e outra gratuita que libera 3 jogos diferentes todos os dias. Conta com pontuações e compara o desempenho do jogador com faixa etária e a própria evolução da pessoa.

3. Evite consumo de álcool e cigarros

Maus hábitos como o tabagismo e o consumo excessivo de álcool podem acarretar inúmeros danos à saúde. Além de serem fatores de risco para o surgimento de câncer, doenças respiratórias, complicações no fígado e vários outros prejuízos, quando consumidos a longo prazo, ambos geram problemas de memória, por levarem toxinas ao cérebro e, com isso, comprometer o bom funcionamento do órgão.

4. Alimente seu cérebro

Os suplementos para memória e concentração são uteis para estudantes em épocas de prova, trabalhadores que vivem sob estresse e também no período da terceira idade.

Esses suplementos repõem as vitaminas e minerais essenciais ao bom funcionamento cerebral, combatem os radicais livres e melhoram o aporte sanguíneo ao cérebro, facilitando o funcionamento cognitivo, principalmente em períodos de grande esforço mental, de estresse e esgotamento.

Veja alguns exemplos:

  • DHA PRÊMIUM: É um suplemento de ômega 3, com alta concentração do ácido graxo DHA. O DHA é uma das principais gorduras estruturais do cérebro, é um componente fundamental na formação de toda a estrutura cognitiva. Sua importância é notável, uma vez que 60% do nosso cérebro é formado por gorduras, e até 20% delas correspondem ao DHA. Normalmente, os níveis de DHA diminuem com o avançar da idade, em particular na região do hipocampo (memória e navegação espacial). VEJA MAIS EM:
  • https://www.multiformulas.com.br/omega-3-dha1000-epa400.html
  • NEURAVENA®: É o extrato da parte aérea de uma variedade especifica de aveia verde silvestre, cultivada em condições controladas, plantadas no outono e colhidas um pouco antes do florescer total na primavera. Composto por potentes bioativos, como avenantramidas, saponinas e flavonoides (vitexina e isovitexina), que garantem a melhora na concentração, desempenho da memória, aptidão mental e performance cognitiva principalmente em situações de estresse. VEJA MAIS EM:
  • https://www.multiformulas.com.br/saude-785/memoria-e-concentrac-o/neuravena-800mg.html
  • COGNIGRAPE: É o extrato padronizado de uvas Sicilianas, rico em proantocianidinas e, em especial, a antocianina M3G (Malvidin-3- Glucoside). Sua rica composição favorece a redução do estresse oxidativo cerebral, contribuindo para o aumento da performance cognitiva e neuroproteção. Cognigrape atua através de sua ação antioxidante, prevenindo e protegendo contra a deterioração cognitiva associada ao aumento do estresse oxidativo, mantendo a capacidade cognitiva e neuroplasticidade. VEJA MAIS EM:
  • https://www.multiformulas.com.br/saude-785/memoria-e-concentrac-o/cognigraper-250mg.html
  • COGNIZIN®: É a forma patenteada de citicolina. Possui ação neuro-regeneradora e estimula a produção de fosfolipídeos essenciais das membranas neuronais, ajudando na regeneração cerebral. É o precursor da acetilcolina, e também aumenta a produção de outros neurotransmissores, como serotonina e dopamina, substâncias que influenciam a memória, aprendizado, humor e transmissão de impulsos nervosos. Em lesões por traumatismos cranianos, Cognizin® acelera a recuperação de déficits neurológicos e de distúrbios cognitivos (amnésias).

5. Dedique-se a aprender coisas novas

Aprender algo novo é outra dica muito interessante para melhorar o seu desempenho nas atividades do dia a dia. Isso porque é mais fácil se concentrar em coisas novas, justamente por não ser possível usar o piloto automático.

As técnicas manuais são bons exemplos de atividades que ajudam a exercitar a sua memória e concentração, como se dedicar ao artesanato, aprender a tocar um novo instrumento, praticar um esporte, treinar um estilo de pintura ou desenho, entre outros exercícios interessantes.

6. Medite regularmente

A meditação traz ótimos efeitos ao corpo e à mente de um indivíduo. A prática meditativa contribui para ter mais consciência de si mesmo, incentivando a prestar atenção na própria respiração e conseguir controlar os pensamentos.

Ela, por si só, já é um exercício de concentração. Afinal, passar alguns minutos parado, em silêncio, observando como você está se sentindo já envolve um grande empenho. Como resultado, a sua mente se acostuma a focar naquilo que interessa e a reter esse conhecimento. Ou seja, um ótimo método para melhorar a memória e concentração.

7. Faça planejamentos

Manter a disciplina é uma forma de se manter focado em suas atividades. No entanto, é muito difícil seguir a mesma rotina por muitos dias consecutivos e fazer com que o planejamento seja cumprido fielmente. Por isso, é interessante fazer planos curtos, dentro do seu alcance.

Para isso, você pode, por exemplo, sentar-se no domingo e listar todas as tarefas que precisa realizar ao longo da semana. Depois disso, divida-as entre os dias e, se possível, coloque o horário que você deve realizar cada uma delas.

Um planner ou uma agenda podem ser essenciais para otimizar a rotina. Assim, você sempre tem onde consultar, no início do dia, para saber o que precisa ser realizado. Com isso, é possível relaxar e se concentrar em uma atividade por vez, sem se sentir ansioso pelo que ainda não foi feito.

EXERCÍCIOS PARA A MEMÓRIA NO MOMENTO DA LEITURA

Concentração: quando estamos lendo um texto, muitas vezes temos de retomar o parágrafo, pois percebemos que estamos lendo, mas não estamos compreendendo. Neste momento, podemos analisar se não estamos com excesso de estímulos interferentes ao redor, pois estes podem prejudicar a concentração da leitura.

Ambiente tranquilo: para a leitura de um documento importante, dirija-se a um ambiente em que não há interferências (não há televisão ligada, o telefone não toca incessantemente e sem pessoas falando ao redor). Mantenha a postura correta na cadeira, para que o incômodo provocado pela má postura não o deixe irrequieto e atrapalhe a compreensão do texto.

Absorvendo a informação mais importante: use uma folha de papel em branco para tampar as linhas que você ainda não está lendo, ou seja, visualize uma linha por vez e tente sinalizar, com uma caneta marca texto, pelo menos duas palavras importantes de cada parágrafo e depois releia as palavras grifadas para absorver melhor a informação.

Gostou das sugestões? Então compartilhe este post agora mesmo em suas redes sociais. Assim, os seus amigos também podem ficar por dentro do assunto!

“As informações fornecidas neste site destinam-se ao conhecimento geral e não devem ser um substituto para o profissional médico ou tratamento de condições médicas específicas. Procure sempre o aconselhamento do seu médico, farmacêutico ou outro prestador de cuidados de saúde qualificado com qualquer dúvida que possa ter a respeito de sua condição médica. As informações contidas aqui não se destinam a diagnosticar, tratar, curar ou prevenir qualquer doença. Evite a automedicação.”