Este site tem certas restrições de navegação. Recomendamos o uso de navegadores web como: Edge, Chrome, Safari ou Firefox.

Carrinho de Compras

O seu carrinho está vazio

Continuar as Compras

Como ter menos fome?

Mas sentir fome o tempo todo também pode ser consequência de maus hábitos alimentares ou de um estilo de vida pouco saudável. O resultado é que essa situação leva ao consumo de mais comida ao longo do dia e, consequentemente, ao aumento de peso, além de outros prejuízos à saúde.

O friozinho chegou e, com as temperaturas mais baixas, nosso organismo costuma refletir diretamente no aumento do apetite. Essa sensação de sentir mais fome no inverno é normal, pois nosso corpo precisa manter aquecido para garantir que o organismo trabalhe normalmente, e para que isso aconteça, o corpo acaba gastando mais energia. Resumindo: nós aumentamos nossas necessidades energéticas e isso nos leva a sentir mais fome também.

Se você está passando por isso, confira algumas dicas da Multi que pode te ajudar!

Aposte em alimentos ricos em fibras

O índice glicêmico (IG) é um indicador que nos aponta a velocidade com que um alimento aumenta a glicose no sangue. Quanto mais rápido isso ocorre, maior a queda do açúcar no sangue depois, o que faz o corpo achar que precisa de energia novamente.

Como fibras influenciam bastante nesse processo, pois faz com que os carboidratos sejam digeridos mais lentamente, ou seja, tornam o IG do alimento mais baixo. Portanto, é interessante que as refeições principais (almoço e jantar) sejam compostas por fibras alimentares: verduras, leguminosas (crus e cozidos), vegetais folhosos, leguminosas e grãos integrais. São alimentos que contribuem com bom volume na refeição e diminuem a densidade calórica.

Dica: metade do prato deve ser composta por esses alimentos.

Beba mais água

Principalmente no inverno, a tendência é ingerirmos menos água. Por isso, deve-se ficar atento para beber uma média de dois litros de água por dia. A água ajuda o nosso corpo a se manter hidratado, aumenta a sensação de sensação saciedade e ajuda a diminuir, inclusive a fome. Além disso, ela também auxilia as fibras a fazer seu trabalho.

Invista também em proteínas

Como proteínas tem uma absorção mais lenta, o que também contribui com a sensação de saciedade. Compor as refeições (almoço ou jantar) com a inserção de um filé de frango, carne vermelha, peixe ou ovos é uma boa dica para sentir menos fome depois.

Escolhas como gorduras certas

Como gorduras boas deve fazer parte das refeições ao longo do dia, pois atuam de forma semelhante às proteínas. Dentre elas, destaque para o azeite, que deve ser usado em quantidade moderada principalmente por pessoas que estão em processo de emagrecimento. Como oleaginosas (castanhas, amêndoas, nozes, avelãs) são fontes de gorduras insaturadas e podem compor os lanches intermediários diariamente.

Fracione como refeições

Faça de 5 a 6 refeições por dia (café da manhã, lanche da manhã, almoço, lanche da tarde, jantar e lanche da noite). A dica é não ficar muito tempo em jejum porque quando isso ocorre-se a produção de grelina contribuindo para uma fome de maior intensidade com consequente maiorgestão de alimentos de uma única vez.

Controle a ansiedade

Quando ansiosos, alguns falam demais ou muito rápido, outros não conseguem parar quietos. O mais comum, porém, é tentar apaziguar a ansiedade comer, e quando isso acontece, quase nunca optamos por algo saudável.

Quem desconta a ansiedade ou nervosismo na comida não percebe que, na verdade, pode nem estar com fome, e o logotipo arrependimento surto após a jacada chegar ao fim.

Tente prestar atenção se a sente é fome real mesmo e, se precisar, obter ajuda de um profissional da saúde.

Fitoterápicos pode ajudar

Existem algum fitoterápicos, ou seja, medicamentos à base de plantas, que ajudam no controle do apetite. Confira abaixo alguns deles:

SEM APETITE: Fórmula exclusiva da Multi que conta com associação de dois ativos, o DNF 10, que contribuiu para mais saciedade, reduzindo a fome; e o Saffrin, que envelhece na ansiedade e compulsão alimentar.

Veja mais: https://www.multiformulas.com.br/emagrecimento/saciedade/sem-apetite-30-doses.html

FOURSLIM: Extrato de 4 plantas (Alchemilla vulgaris L, Olea europaea L, Mentha piperita, Cuminum cyminum) que tem como benefício auxiliar nas dietas, reduzindo o apetite e a compulsão alimentar.

Veja mais em: https://www.multiformulas.com.br/emagrecimento/saciedade/fourslim-150mg-90-caps.html

FASEOLAMINA: Essa substância é encontrada no feijão branco e tem o poder de reduzir a absorção de carboidratos no organismo, diminuindo o estoque de açúcar e, consequentemente, de gordura localizada.

Veja mais em: https://www.multiformulas.com.br/emagrecimento/saciedade/faseolamina-500mg.html

GARCINIA CAMBOGIA: É a casca da fruta tamarindo malabar, muito comum na Indonésia. Seu principal componente é o ácido hidroxicítrico, que atua na queima de gorduras e na redução de apetite.

Veja mais em: https://www.multiformulas.com.br/emagrecimento/saciedade/garcinia-camboja-extrato-seco-600mg-potencializa-a-queima-de-gorduras-durante-os-exercicios.html

CITRUS AURANTIUM: Presente na laranja-azeda, essa substância em efeito termogênico, ou seja, acelera o metabolismo e aumenta o processo de queima de gorduras no organismo.

Veja mais em: https://www.multiformulas.com.br/citrus-aurantium-500mg.html

GYMNEMA SYLVESTRE: Essa erva de origem indiana possui elementos em sua composição que são capazes de diminuir a vontade de comer doces.

Veja mais em: https://www.multiformulas.com.br/gymnema-silvestre-500mg-capsulas.html

Atenção na mastigação

Quando engolimos a refeição rápida demais, a cabeça não adequadamente percebe o aviso de saciedade enviado pelo intestino. Estima-se que o cérebro só comece a receber os primeiros sinais da satisfação depois de 20 minutos do início da ingestão, então coma devagar!

Priorize a qualidade do seu sono

Estudos mostram que as pessoas que dormem 5 horas ou menos por noite têm 50% mais chance de ser obesas que as pessoas que dormem de 7 a 9 horas. A tese mais provável apontada por pesquisadores é que a falta de sono afeta hormônios relacionados ao apetite, causando ganho de peso. Além disso, tem mais um detalhe: quanto mais tempo acordado, mais tempo temos para atacar a geladeira, não é?

Gostou das dicas?

Acompanhe nosso blog e fique sempre por dentro das novidades e dicas de saúde e beleza!

"Como informações fornecidas neste site destinam-se ao conhecimento geral e não deve ser um substituto para o médico profissional ou tratamento de condições médicas específicas. Procure sempre o aconselhamento de seu médico, farmacêutico ou outro prestador de cuidados de saúde qualificados com qualquer dúvida que possa ter o respeito de sua condição médica. Como informações contidas aqui não se destinam o diagnosticar, tratar, curar ou qualquer doença. Evite uma automedicação."